Você ama amamentar e já virou noites alimentando seu filho. Agora ele cresceu, come outros alimentos, mas só dorme agarradinho no seu peito. Está cada dia mais difícil sustentar essa situação. Afinal, é um vai vem a noite inteira e você nem ele conseguem ter uma boa noite de sono.

Você quer continuar a amamentar, mas também quer que todos durmam e descansem. Então, o que fazer?

Primeiro, vale esclarecer: a criança que dorme todo dia mamando no peito aprende a dormir mamando no peito. Quando ela acordar de madrugada, só vai conseguir “pegar no sono” novamente, se  mamar no peito da mamãe. É um recurso que ela aprende a usar para dormir.

E são vários os recursos que uma criança usa na hora de dormir: a orelha ou uma mecha de cabelo da mãe, por exemplo. Ao acordar durante a noite vai precisar do cabelo ou da orelha da mãe para dormir novamente.

Há adultos que também usam recursos para dormir e nem percebem, como aquela pessoa que só dorme assistindo TV, lendo um livro ou depois que tomar um banho.

Depois que a criança começa a se alimentar com outros alimentos, além do leite, ela não precisa mais ser amamentada durante a noite.  Lembre-se, a noite foi feita para dormir e descansar.

Você pode amamentar, sem deixar que o seu peito se transforme em um recurso para seu filho dormir  e nem em uma dificuldade para vocês terem uma boa noite de sono.

Veja o que você pode fazer:

1º- Dê uma olhada em como está o dia do seu filho. A rotina é muito importante: ele está se alimentando direito: almoço, jantar…. Isso é importante para que ele não sinta fome durante a madrugada.

2º- A amamentação  precisa ser oferecida antes de ir para o berço. É aqui que começa a mudança para vocês dois. Amamente seu filho sentada e não deitada. Quando ele começar a ficar sonolento (antes de “pegar no sono para valer”) coloque seu filho no berço.

3º- Se ele ficar resistente, cante, conte uma historinha, mas sem tirá-lo do berço. É bom que a rotina seja sempre a mesma. Assim que você sair, é provável que ele chame você de volta. É importante você voltar e retomar todo o processo outra vez: cantar ou contar história, esperar ficar sonolento, despedir e sair. Isso poderá se repetir algumas vezes. O importante é você não ceder. Lembre-se: paciência e persistência.desmame-noturno

4º- Caso ele acorde durante a noite e chame por você, é preciso atendê-lo e verificar o que está acontecendo. O sono tem ciclos e pode ser que seu filho acorde, chame por você e volte a dormir novamente. Mas é necessário verificar se está tudo bem. Se estiver tudo bem, não retire seu filho do berço nem leve para sua cama. Observe! É provável que ele durma novamente.

Caso contrário, fique firme, retome o processo desde o início:  cante, fique com ele um pouco e saia quando ele estiver quase dormindo.

Você poderá combinar com outra pessoa, com o papai, por exemplo, para atendê-lo e fazer um revezamento com você. Isso é importante para que você e seu filho não fiquem tristes com a separação, afinal ele já se acostumou a dormir com você e quando ele chorar você acabará cedendo!

5º- Procure não ficar com a blusa que você estava quando amamentou seu filho. Ela poderá ficar com  respingos de leite e ele irá sentir o cheiro. Então, fica mais difícil para vocês dois.

Nos primeiros dias será difícil, eu não vou negar,  mas lembre-se, o desmame noturno é um processo. Confie em você, confie no seu filho. É um dia de cada vez com paciência e persistência.

Amamentar é um ato de amor, um  momento em que mãe e filho constroem vínculos fortes para a vida toda, então, viva isso intensamente com seu filho.