Como Não Descontar Nos Meus Filhos

Passava um pouco das 7 da noite. Deixei o carro na garagem e tirei minha filha da cadeirinha. Ela estava dormindo profundamente. Com a mão direita -com esforço-  peguei a sacola de compras, a bolsa e a mochila da escola. Com o braço esquerdo aninhei minha filha no peito, embalada pelas batidas do meu coração. Subimos a escada e assim que abri a porta, ela acordou e logo começou a chorar. Acordou irritada e cansada. Assim que falei em tomar banho, ela se jogou no chão explodindo num choro alto e raivoso. A birra havia começado. E a partir daí eu me vi em uma sequência de sentimentos que vem se repetindo noite após noite… raiva, falta de paciência, desânimo, cansaço, culpa e arrependimento.  

Você tem sentido isso ultimamente?

E pior,  tem direcionado esses sentimentos para quem você mais ama?  Para seu filho?

Pois é, a vida corrida, a falta de tempo, a preocupação com o trabalho e com a família, enfim, a pressão da vida moderna tem impactado de maneira negativa a vida de cada um de nós.

Esses estímulos externos provocam conflitos que, muitas vezes, são difíceis de entender e resolver. Trazem desgastes para a relação familiar e nos impedem de viver momentos únicos ao lado de quem amamos.

O tempo passa tão depressa e, por isso, é urgente vencer esses desafios sem descontar em quem está por perto.

Então, o que fazer? Como agir?como-nao-descontar-no-meu-filho

Primeiro, é preciso voltar o olhar para nós mesmas e entender que sentimentos de raiva, falta de paciência, desânimo, cansaço, culpa e arrependimento são humanos, legítimos. Mas, podemos aprender a lidar com eles e ter uma vida boa e plena em família.

Você pode mudar essa situação com atitudes simples:

1- Entre no ritmo do seu filho – Isso significa, observar as necessidades dele e corresponder para que elas sejam atendidas. Para isso, dê uma olhada na rotina e veja como andam os horários:

  • de preparar seu filho para ir à escola
  • de  ir para o trabalho
  • das refeições
  • dos banhos
  • das brincadeiras
  • de ir dormir

Muita correria provoca estresse e nos deixa desanimadas. Observe e reflita sobre a rotina da sua família e faça os ajustes e mude o que for necessário.

2- Cuide de você. Tenha tempo para ser adulto, ou seja, tempo para namorar, ler um livro, assistir um filme, ler um livro e cuidar da beleza. Você escolhe.

Para isso, ajustar a rotina é fundamental. Por exemplo, se seu filho dorme mais cedo, sobra tempo pra você se cuidar.

3- Seja exemplo. Lembre-se que seu filho aprende por imitação e ele está “de olho” em você, ele aprende o tempo todo com você.

Você pode tornar a sua vida mais leve e viver momentos únicos com seu filho. Não perca tempo, porque ele cresce rápido e as lembranças ajudam a superar a saudade desse tempo.