Criança Não Precisa Dizer “Obrigado”

Sala cheia: avós, tios, primos, amigos e alguns desconhecidos. Todos conversam animadamente. Mãe e filho entram juntos:

“Menino, cumprimenta! vão pensar que eu não te ensinei.”

“Esse menino é mal educado, não cumprimenta ninguém!”

“Filho, já cumprimentou as pessoas?”

Você já ouviu essas frases? Você fala essas frases?

É comum presenciar cenas como essa. Mãe preocupada por ensinar ao filho boas maneiras. Cumprimentar as pessoas, principalmente os familiares, é sinal de boa educação. Será? Sim e não!

O que os outros pensam sobre nós é importante e tem a ver com a nossa autoestima, mas não podemos permitir que isso provoque comportamentos que ao invés de educar,  magoam nossos filhos.

Muitas crianças se sentem envergonhadas diante de pessoas com as quais elas não convivem muito e isso é o que as impede de dar calorosos cumprimentos bem educados.

A criança é espontânea. Ela age como pensa. Isso nos dá pistas das dificuldades que ela tem em determinado momento da vida. Como adulto experiente, podemos ajudá-las a vencer.

Então, veja o que fazer para ajudar seu filho a entender e aprender como é bom dar e receber cumprimentos:

crianca-dizer-obrigado

1- Eduque pelo exemplo:

  • Cumprimente seu filho sempre que for sair e sempre que chegar em casa.
  • Fale para seu filho como é bom quando você chega em casa e recebe um cumprimento dele.
  • Converse com seu filho, “olho no olho” sobre a importância de cumprimentar as pessoas, porque elas se sentem bem. Dê como exemplo o que vocês sentem quando se cumprimentam.
  • Lembre-se de cumprimentar as pessoas, principalmente quando estiver com seu filho. Ele está aprendendo com você.

2- Converse olho no olho.

Caso ele não cumprimente as pessoas, fale com ele, “olho no olho” sobre esse comportamento, mas em particular. Não temos que controlar, temos que cuidar e educar.

Ensinar aos filhos a cumprimentar as pessoas ao chegar e ao sair é um valor que levamos para a vida inteira. Ganha quem cumprimenta, ganha quem recebe  o cumprimento.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.